Blogueiro Paulo Afonsino é vítima de Cyber Bullying no Instagram

27/11/2017 |

Situação complicada aconteceu na noite do dia 23/11 na vida do blogueiro e influenciador digital Luis Leitte, vítima de ataques por um perfil fake na rede social instagram ele relata:

Tudo isso me pegou de surpresa, situações semelhantes já haviam acontecido, mas nunca havia chegado a esse nível de crueldade e desrespeito.

Estava tomando banho quando começaram a chegar notificações em meu celular, fiquei um pouco assustado, e ao ler não pude acreditar. Amigos, colegas e seguidores estavam me notificando sobre a criação de um perfil fake, na qual postavam conteúdo que buscava difamar minha imagem, conteúdo esse que criaram montagem em sua maioria de cunho sexual, ou que faziam comentários negativos sobre mim.

Em um momento de desespero procurei saber que atitudes poderia tomar para denunciar o perfil, isso era possível pela política do Instagram, mas eram necessárias várias denúncias para que excluíssem a conta. Fiz um pedido em minha conta pessoal para que aqueles que me seguem pudessem denunciar. Mas a cada pedido em meu stories eles ridicularizavam cada vez mais, debochavam e ainda xingavam e ofendiam a quem pedia para eles parassem com isso.

Decidi então fazer a denuncia e prestar um B.O. para poder fazer algo a respeito. Infelizmente após voltar da delegacia descobri que o perfil já havia sido apagado. O formato de conta nesse aplicativo é diferente das demais (rastreáveis por ip) o que impossibilita de localizar depois de apagada. Só restaram prints e relatos de quem pode presenciar esse tamanho absurdo.

O que me resta é a indignação por pessoas vazias e sem o mínimo respeito pelo próximo, trabalho com mídias sociais (blogueiro, youtuber, entre outros) há cinco anos, luto todo dia pelo meu crescimento nessa área e nunca havia passado por situação semelhante. Mas como tudo na vida é aprendizado espero que esse momento ruim possa se refletir em algo posteriormente.

Vale lembrar que:

- A norma considera bullying "todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo que ocorre sem motivação evidente, praticado por indivíduo ou grupo, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, causando dor e angústia à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas".

De acordo com a lei, oito atos podem ser caracterizados como prática sistemática de intimidação, humilhação ou discriminação: ataques físicos; insultos pessoais; comentários sistemáticos e apelidos pejorativos; ameaças por quaisquer meios; grafites depreciativos; expressões preconceituosas; isolamento social consciente e premeditado; e pilhérias.

Também há na lei menção ao cyberbullying, pelo qual são usados os instrumentos da internet "para depreciar, incitar a violência, adulterar fotos e dados pessoais com o intuito de criar meios de constrangimento psicossocial".

 

 

2016 - todahora.net
Todos os direitos reservados
75 99286-0035 / 75 99805-6789
falecom@todahora.net