Deams enviam mais de 7 mil casos para Justiça em 2017

11/03/2018 |
Sete mil e quinhentos inquéritos referentes à violência contra a mulher foram remetidos a Justiça, em 2017, pelas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deams), da Polícia Civil, espalhadas em toda Bahia. Comparado com 2016, houve um aumento de 20 por cento, quando 6,2 mil inquérito foram concluídos.

Quatorze unidades funcionam em Salvador e em 12 cidades do interior - Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Juazeiro, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, Camaçari, Candeias, Paulo Afonso, Barreiras e Jequié -, para prestar assistências às vítimas de violência doméstica e sexual.

Só na primeira semana de março, três homens foram presos, em Salvador e no interior, por agredirem e matarem suas companheiras. Na segunda-feira (5), Anailton Marques Silva, de 33 anos, foi preso horas depois de assassinar Sandra Silva dos Santos, 43, em Itabuna. Ele vai responder por feminicídio.

Na sexta-feira (2), em Juazeiro, policiais da Delegacia de Homicídios (DH/Juazeiro), cumpriram o mandado de prisão de Valdemir Ferreira dos Santos Souza. Ele matou a mulher, Maria Aparecida Oliveira da Hora, após asfixiá-la, em julho de 2017.
Um dia antes, equipes da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam/Brotas), prendeu, no bairro de Águas Claras, Mário Gabriel dos Santos Queiroz, de 45 anos. Ele é acusado de invadir a casa de sua ex-companheira e agredi-la com puxões de cabelo e socos, por não aceitar o fim do relacionamento.

Dos 7,5 mil casos de violência contra mulher registrados no ano passado, mais de 1,9 mil foram inquéritos instaurados pela Deam de Brotas. A segunda unidade a enviar mais inquéritos para a Justiça foi a especializada instalada em Vitória da Conquista, com 1,1 mil casos.


Ascom-PC/Priscila Carvalho

2018 - todahora.net
Todos os direitos reservados
75 98805-5265 / 75 99834-3588
falecom@todahora.net