Implantação da UTI no HMPA é confirmada e Luiz de Deus reforça apoio da prefeitura

23/02/2018 |

A tarde desta quinta-feira (22) foi marcada pela concretização da implantação da UTI no Hospital Municipal de Paulo Afonso (HMPA). A notícia foi confirmada durante reunião realizada entre o prefeito Luiz de Deus e o secretário de Estado da Saúde, Fábio Vilas-Boas, que veio ao município para tratar especialmente do assunto.

 

 

 

De acordo com o secretário, o convênio entre a Prefeitura e o Estado será assinado em março e a previsão é que a obra esteja concluída em seis meses. Ele explicou que o custeio da unidade será realizado pelo Governo Estadual até que a União habilite a UTI e passe a ressarcir o Estado por essas despesas.

 


Durante entrevista às rádios locais, Fábio ressaltou o empenho do prefeito Luiz de Deus na realização da obra. "Graças a Deus, à compreensão, a boa vontade e a visão política do prefeito Luiz de Deus e o apoio do governador, estamos conseguindo aqui viabilizar a abertura dessa UTI. É um esforço suprapartidário, um esforço de vários governos e que finalmente chegamos a esse momento de conclusão e de lançar em breve a pedra fundamental dessa UTI", falou.

 

 

 

A Unidade de Terapia Intensiva que será instalada no Hospital Municipal de Paulo Afonso será do tipo padrão, com dez leitos adultos, sendo nove leitos gerais e um para o isolamento. Será instalado também um centro de diagnóstico por imagem.

 


O prefeito Luiz de Deus explicou que sempre acreditou no projeto, mas enfatizou que o município não tinha condições de custear a UTI sozinha e que agora, com o apoio do governo do Estado, está pronto para ajudar. "Eu sempre acreditei, mas disse que o município de Paulo Afonso não poderia operacionalizar e se responsabilizar pelo funcionamento da UTI porque não tem recursos para isso, para atender uma região onde existe quatro estados - Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco".

 

 

 

Ele falou ainda que, diferente do que foi noticiado, nunca foi contra a implantação da unidade. "Eu nunca disse que não queria UTI em Paulo Afonso, o que eu questionava ao governador era a operacionalização e quando ele afirmou que iria se responsabilizar, ser responsável pelo funcionamento, teria lógica eu ser contra? Se vai ter uma UTI que estão se prontificando a construir a equipar e a operacionalizar, ser o responsável pelo funcionamento, por que eu iria ser contra, já que a comunidade tanto precisa e região também? O que eu não posso é assumir uma responsabilidade pela qual não temos recursos, mas se o governador está assumindo, estamos prontamente aqui para ajudá-lo", disse o gestor. Finalizando sua fala, o prefeito disse que a UTI será boa não para a prefeitura e nem para o estado, mas para o povo.

 

 

 

Fábio Vilas-Boas explicou que a obra terá um investimento em torno de R$ 4 milhões, que será financiado pelo Governo do Estado e por meio de emendas parlamentares, e terá um custeio anual de cerca de R$ 4 milhões, onde a união arcará com 70% desse valor quando a mesma estiver habilitada. "Temos vontade política de diferentes entes, temos a determinação do prefeito e do governador e já temos todas as plantas e projetos prontos e agora é só colocar mãos à obra e inaugurar essa UTI até o final do ano", falou o secretário.

 

 

 

O encontro, que aconteceu no gabinete do prefeito Luiz de Deus, reuniu a equipe técnica da Secretaria de Saúde do Estado e os secretários municipais de Saúde, Ivaldo Sales Júnior; de Planejamento e Orçamento, Patrícia Alcântara; de Cultura e Esporte, Jânio Soares; o procurador municipal, Igor Montalvão e a chefe de gabinete, Cíntia Rosena.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Autor: ASCOM/PMPA

2018 - todahora.net
Todos os direitos reservados
75 98805-5265 / 75 99834-3588
falecom@todahora.net